Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

07/01/2018

2017: As Leituras do Pedro






Em 2017, bati o anterior máximo de entradas aqui no blog: 582 contra 561, em 2016. Mais de 3 entradas a cada dois dias. Apesar disso…
Apesar disso, há muito que tenho de questionar na forma como tenho gerido o blog. Criei-o para escrever sobre as leituras (de BD) que faço, mas a verdade é que essa componente caiu drasticamente na segunda metade do ano - escrevi 98 textos críticos no primeiro semestre, apenas 58 no segundo... O aumento da carga profissional - em 2017 traduzi 24 edições, mais de 3300 páginas - e complicações familiares, limitaram o tempo de escrita. E, também, o tempo de leitura.
A par disso, o aumento do número de edições lançadas em Portugal, fez aumentar o número de textos de divulgação. Se quando comecei com o blog, em 2009, mais ninguém divulgava as novidades - as próprias editoras particamente não o faziam- actualmente esses textos repetem-se um pouco por toda a web. Atendendo a que é necessário formatar os textos recebidos e, muitas vezes, converter as imagens, há entradas de lançamentos que exigem mais tempo do que um texto crítico…
Continuo a achar muito importante divulgar o que é editado, mas estou em fase de balanço e de consideração do que poderei alterar em As Leituras do Pedro, de forma a gerir melhor o tempo mais limitado de que disponho agora, pois a minha vontade é dedicá-lo ao máximo a escrever sobre o que leio.
Há algumas entradas - o Calendário BD, o resumo das edições mensais - muito trabalhosas, mas o facto de serem das mais vistas, fará com que as mantenha, mesmo que em moldes simplificados, como aliás já tem vindo a acontecer.

Feitas estas considerações, vamos então aos números.
Desde a criação do blog, em 2009, o número de entradas anuais tem vindo sempre em crescendo. Em 2012 ultrapassaram pela primeira vez o número de dias do ano e, este ano, quase quadruplicaram o número de entradas do ano inaugural.
Mais do que os números, as reacções dos leitores - no blog e fora dele - são um incentivo para continuar.

Em termos temáticos, se assim posso escrever, como se depreende do que atrás fica dito, a maioria das entradas - quase metade delas, na verdade, teve a ver com divulgação de lançamentos.
Notícias e Extras (calendário, resumo de leituras, autógrafos, etc.) representaram pouco mais de um quarto dos textos publicados em As Leituras do Pedro, sendo os restantes 26 % referentes ao que escrevi sobre leituras feitas.
Mas apesar de achar que escrevi pouco sobre o que li, a verdade é trouxe  a As Leituras do Pedro mais de centena e meia de edições de BD, maioritariamente nacionais - sensivelmente um quarto das 685 edições (66039 páginas) que li em 2017…!
Como sempre… Boas leituras!

(clicar nas imagens para as aproveitar em toda a sua extensão)

7 comentários:

  1. "Entrei" neste mundo dos blogs de BD (apenas a ler e comentar), pelo blog do Nuno Amado que era (à altura) aquele que eu considerava o melhor. O Nuno deixou de o actualizar com a frequencia que o fazia e deixou de aceitar comentários "anónimos" (um mero nome que poderá ser o que a pessoa quiser) e "passei-me" de "armas e bagagens" para este, que agora considero ser o melhor. Espero que, desde que não afecte a vida do autor, (sendo que isto à partida não dá dinheiro), este blog continue com a força que tem tido. Parabéns ao Pedro Cleto pelas "Leitura do Pedro".

    ResponderEliminar
  2. Podia fazer das palavras do pco69 as minhas pois a minha experiência foi bastante similar (tirando a questão dos comentários "anónimos" que a mim me passou ao lado.

    Faço (também) das palavras do pco69 as minhas e congratulo o Pedro por um excelente blog que me faz cá vir todos, ou quase, todos os dias.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo8/1/18 19:54

    Pedro, parabéns pelo blog , é excelente! E fio-me exclusivamente nele para ter conhecimento das novidades e publicações nacionais.

    Confesso contudo ter saudades de mais críticas de opinião, uma vez que é uma opinião que gosto de ler, aprendi a respeitar e até uso como critério/indicação do que comprar.

    Um bem haja e bom 2018.
    Filipe Simões

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pco69, Marco Lopes, Filipe Simões.
      Obrigado pelas palavra e pela confiança. São um incentivo para continuar e também um acréscimo de responsabilidade para mim.
      Boas leituras!

      Eliminar
  4. Desde que voltei ao mundo da bd, depois de um período de adormecimento, se há blog que não dispenso é este, faz quase parte de leitura diária, não sei bem explicar como aqui vim parar, nunca me foi recomendado, simplesmente encalhei nele e tal como uma boa banda, ou boa banda, filme, etc, que nos faz um clic, aqui senti o mesmo, aqui estou no meio de malta que realmente percebe disto, mas que não é um blog elitista, aqui posso realmente dar alguma "calinada" que ninguém (ou muito poucos) me vão crucificar, é um blog leve, bem estruturado, não é maçudo, é um espaço informativo, pedagógico e de saudável discussão, talvez seja + ou - a formúla de sucesso. Todos nós temos vicissitudes que alteram as nossas vidas, mas este blog é como o anuncio da cerveja: Que é provavelmente o melhor blog de BD de todos, e é para continuar, pois se um dia tiver oportunidade hei-de dar pessoalmente os parabéns ao autor, tenho dito :)))

    ResponderEliminar
  5. Obrigado, Homem do Leme.
    Até qualquer dia!
    ...e boas leituras!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns Pedro. E sim, tens razão, o que é mais interessante no blogue, ao menos para mim, são os teus textos críticos. A mim servem-me de orientação, embora não concorde muitas vezes contigo. Um abraço e um bom ano de 2018.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...